Uma Iniciativa Logo Softplan

Gestão de Obras Públicas: Conheça os principais desafios

2 min. para leitura 29/01/2018

Durante a execução da obra, podem surgir problemas que afetam o planejamento. Saiba quais são os principais desafios da gestão de obras públicas.

A orçamentação e a administração dos contratos são alguns dos mais significativos desafios da gestão de obras públicas. A falta de acompanhamento dos prazos ou dos recursos financeiros destinados aos projetos são fatores que impedem o bom andamento das obras, ocasionando, por diversas vezes, maiores custos e maior impacto na sociedade. Por isso, é fundamental executar com eficiência a elaboração, a projeção de custos e o cronograma dos projetos para que todas as etapas sejam cumpridas conforme o esperado.

No entanto, durante a execução da obra, podem surgir problemas que afetam o planejamento e requerem ações imediatas. Esses imprevistos são facilmente evitados com o monitoramento de todo o ciclo de execução da obra, das medições e dos prazos correlatos, o que permite que o contorno de situações críticas sejam evidenciadas com antecedência e que as ações corretivas sejam tomadas antecipadamente. Para tanto, a informatização do processo de orçamentação e gestão dos contratos de obras públicas é recomendada, pois proporciona maior controle e transparência da utilização dos recursos públicos, trazendo maior sustentabilidade às ações do governo.

Conheça algumas das boas práticas que trazem maior visibilidade e controle para a gestão de obras públicas

Manter uma base de dados única e centralizada dos contratos de obras

Dessa forma é possível evitar a criação de ilhas de informações, redundâncias e inconsistências nos dados dos contratos. Com essa prática, sua equipe tem informações atualizadas e consistentes referentes aos orçamentos, além do gerenciamento físico e financeiro dos contratos de obras de forma individual ou consolidada.

Acompanhamento da evolução contratual

A gestão sustentável dos contratos de obras públicas demandam cuidados em algumas áreas pontuais:

* Prazos e alterações contratuais;
* Aditivos;
* Expiração das cauções;
* Reajustamentos;
* Detalhamento das medições executadas;
* E detalhamento dos saldos contratuais.

Com os instrumentos adequados, é possível fazer o acompanhamento dos status dos contratos, ou seja, saber se estão em andamento, paralisados, cancelados, encerrados, dentro do prazo ou atrasados, são dados relevantes para a tomada de decisão de forma mais assertiva.

O acompanhamento da evolução do planejado frente ao executado é uma prática que aumenta a visibilidade e o controle da execução contratual, facilitando a gestão e a atuação do gestor público

Manter um vínculo mais transparente e próximo com a sociedade

Divulgar informações das obras realizadas e relatórios com valores aplicados, estágio de evolução da obra, prazos contratuais e detalhes das medições executadas para consulta da sociedade demonstra atenção e transparência na gestão de obras públicas. A população está cada dia mais interessada em participar e apoiar os gestores na fiscalização e acompanhamento dos investimentos realizados pelo poder público. Abrir essas informações de forma clara e ampla aproxima o órgão da sociedade e atende aos preceitos legais de transparência pública.

Graças à evolução da tecnologia da informação e as facilidades de comunicação proporcionadas pela internet, a gestão mais eficiente das obras já é uma realidade. No entanto não basta a utilização de planilhas ou sistemas de gestão de obras privadas, há a necessidade de utilizar ferramentas especializadas, realmente aderentes à realidade e às práticas de gestão de obras públicas.

Você utiliza alguma ferramenta para a gestão de obras públicas? Deseja saber mais sobre esse tipo de solução? Então fale com o nosso consultor.