Uma Iniciativa Logo Softplan

Saiba como aumentar a arrecadação de ISS de hotéis

3 min. para leitura 29/04/2019

Realizar a fiscalização dos tributos pagos pelos contribuintes é um grande desafio para os auditores fiscais. Na esfera municipal, o ISS de hotéis é um dos que mais geram preocupação. É muito fácil acontecerem erros nas notas fiscais emitidas pelos serviços de hospedagem, o que pode esconder um grande gargalo de impostos não arrecadados. Com o objetivo de acabar com o problema e reduzir o déficit, várias prefeituras têm intensificado as ações de controle neste setor.

O reforço da fiscalização sobre as informações e declarações emitidas pelos contribuintes é uma das maneiras mais eficientes de aumentar a receita gerada pelo ISS. Para isso, os auditores precisam analisar diversas fontes de dados como Receita Federal, Simples Nacional, juntas comerciais, redes sociais e plataformas de reserva de alojamento, um trabalho bastante complexo se for realizado manualmente.      

Neste quesito, a tecnologia é uma aliada importante. Um bom sistema de inteligência fiscal é capaz de integrar diferentes sistemas e realizar o cruzamento de informações, tornando o processo de fiscalização muito mais eficiente. Assim, se houver qualquer divergência de dados (um exemplo é o número de habitações, que pode estar diferente) o profissional responsável pela fiscalização consegue identificar muito rapidamente.

Com as informações necessárias reunidas em um software inteligente, o trabalho de fiscalização de ISS de hotéis ficará muito mais fácil. O acesso aos dados estratégicos para a fiscalização é fundamental para direcionar as ações dos fiscais aos pontos mais críticos. Em poucos cliques, o auditor tem acesso à ficha detalhada dos contribuintes com problemas de pagamento e pode iniciar imediatamente as negociações para a recuperação dos valores, contribuindo para o aumento da receita. Como resultado, a gestão dos tributos se torna mais organizada e previsível.      

Desafios na fiscalização do ISS de hotéis

Os serviços de hospedagem estão entre os segmentos que mais apresentam problemas de arrecadação de ISS, como mostra uma reportagem sobre o tema no portal G1. O texto cita o exemplo de Goiânia, mas são várias as prefeituras que compartilham as mesmas dificuldades.  

Entre as diferentes maneiras de alterar o ISS de hotéis, estão locais que anunciam ter um determinado número de leitos, mas que na verdade têm o dobro ou o triplo de acomodações e serviços de hospedagem que pagam pelo uso de uma quantidade menor de quartos do que o registrado oficialmente. Há também casos em que a empresa está inscrita no Simples Nacional de forma irregular, pois fatura muito mais do que o limite para acessar o sistema de tributação simplificado.

Descobrir este tipo de adulteração pode ser bastante complicado sem a ajuda de um sistema inteligente. A principal dificuldade está relacionada à falta de integração entre as diversas fontes de dados disponíveis (prefeitura, Receita Federal, junta comercial, Simples Nacional, redes sociais, etc.).

Como consequência, fica difícil conhecer o perfil dos contribuintes com problemas de pagamento, fazendo com que as ações de fiscalização sejam baseadas apenas na experiência dos auditores ou denúncias realizadas à prefeitura. Mesmo nas situações em que é possível identificar indícios de irregularidade, existe a dificuldade em localizar e realizar a cobrança dos contribuintes devido aos cadastros desatualizados dos sistemas de gestão da prefeitura.

Como um sistema inteligente de fiscalização contribui para o aumento da arrecadação

Todas as dificuldades relacionadas acima podem ser resolvidas facilmente com a adoção de um sistema de fiscalização inteligente. Estes softwares contam com algoritmos de estatística e inteligência artificial que realizam o cruzamento de dados internos e externos em diversas fontes diferentes.

No caso específico do ISS de hotéis, softwares como o Innovacity Inteligência Fiscal, da Softplan, fazem varreduras, inclusive, em sites agregadores de tarifas e de motores de busca de serviços de alojamento. Assim, é possível comprovar a existência de empreendimentos deste tipo e ter informações sobre as reservas de quartos para aquele local.  

Com a solução da Softplan, o auditor consegue verificar a quantidade de contribuintes do segmento de hotéis e meios de hospedagem, e saber quantos deles estão com status de irregularidade. O sistema indica ainda o valor das notas fiscais emitidas por cada empreendimento e também o ISS declarado. Já o gestor tem a exata noção de quanto cada fiscal responsável pelo ISS de hotéis recuperou em impostos, ajudando na previsibilidade e na adoção de medidas de urgência em casos mais críticos.

Para saber mais sobre maneiras eficientes de atuar na fiscalização do ISS de hotéis, entre em contato com a nossa equipe de especialistas. Você também pode conferir quanto o seu município consegue aumentar a receita com a fiscalização deste tributo acessando a calculadora de arrecadação de ISS.