Uma Iniciativa Logo Softplan

Como fazer inovação organizacional no setor público

3 min. para leitura 08/08/2016

No dicionário Aurélio, a palavra inovação tem até um significado esperado: ato ou efeito de inovar e introduzir uma novidade. Mas, ao fazer uma pesquisa com o termo no Google o resultado é bastante diferente. Entre os quase 30 milhões de páginas que retornam a busca figuram sites sobre tecnologia, gestão do conhecimento e inovação organizacional. Essa tríade passou a ser um grande desafio para os governos desde que a sociedade se organizou em redes, já que não incluir as mudanças ocorridas com a chegada das mídias digitais na pauta da gestão pública, faria com que a administração deixasse de modernizar a oferta dos servidos aos cidadãos.

Mas de que inovação estamos falando? Da inovação que serve como ferramenta para aprimorar o desempenho do Estado como organização e que promova mais benefícios à sociedade, entre as várias vantagens em investir em inovação organizacional no setor público, podemos citar: melhoria no clima e cultura organizacional, comunicação interna mais eficaz e maior engajamento da equipe de servidores.

No post de hoje, selecionamos algumas dicas de como fazer inovação organizacional no setor público. Confira abaixo!

Inovação organizacional em 4 passos

Coloque o ser humano como centro do universo organizacional

O conhecimento é o insumo essencial para promover a inovação organizacional, seja em empresas privadas ou na Administração Pública. Ao longo dos anos, os computadores foram aos poucos assumindo as atividades repetitivas, como por exemplo, protocolos de documentos, atendimentos, criação de planilhas para controle de orçamento e contratação de softwares para automatização de rotinas. Assim, os servidores públicos foram deslocados cada vez mais para o centro do universo organizacional, ou seja, ao invés de a tecnologia ser inserida no centro das atividades, o ser humano assumiu esse lugar e passou a ocupar atividades mais intelectuais.

Um exemplo desse cenário é quando um órgão público contrata um software de gestão como o Solar BPM. A solução permite organizar a rotina de forma que os gestores possam tomar decisões com mais agilidade e identifiquem alguns gargalos na rotina de trabalho para que possam implementar melhorias nos vários setores da organização. Assim, além de reduzir a carga operacional e as demandas desnecessárias, os gestores podem colocar cada vez mais o capital intelectual no centro das atividades, investir em capacitação e retenção de talentos.

Invista em capacitação dos colaboradores

No mundo corporativo está cada vez mais comum elaborar formas de transformar os colaboradores em fontes permanentes de inovação e criar um ambiente organizacional que estimule a troca de ideias entre funcionários. Mas, por que essa boa prática não pode ser implementada também nos órgãos públicos? O segredo é investir em um ambiente adequado de capacitação. Pense numa grade de cursos cujos assuntos possam ser aplicados no dia a dia da organização. Feito isso, o próximo passo é estimular os servidores a participar, e aqui é importante ressaltar quais são os benefícios para o colaborador, para a organização, e como essa capacitação pode refletir nos serviços entregues aos cidadãos.

Utilize novas técnicas de gerenciamento de capital intelectual

Não existe inovação organizacional sem novos métodos de gerenciamento e a gestão moderna deve ter como base o conhecimento. Dessa forma, pense em modelos gerenciais que visem uma organização mais inteligente, que estimulem o senso crítico e que transformem o conhecimento dos servidores em capital intelectual da organização. Algumas dicas para colocar esses desafios em prática são: incentive a troca de ideias entre colaboradores, crie indicadores de produtividade, desenvolva formas de engajar os servidores e pense em instrumentos de compensações que não tragam retorno financeiro.

Utilize a tecnologia a favor da inovação organizacional

A sociedade em rede tem como alicerce as tecnologias e os meios digitais, que modificaram a forma com que as pessoas interagem com o mundo: os jornais são lidos na internet, as conversas acontecem por meio de aplicativos e redes sociais e a todo instante um link com a notícia do último minuto é compartilhado entre colegas de trabalho, familiares e amigos da faculdade. Então, utilize essas novas tecnologias a favor da inovação organizacional.

Uma forma simples de colocar isso em prática é criando uma intranet. Essa rede interna melhora a comunicação entre os gestores e funcionários, já que permite a publicação de jornal interno, circulares e comunicados, ofertas de serviços, entre outros. Além disso, ainda possui baixo custo de implantação, pois a maioria dos funcionários está familiarizada com ferramentas e navegadores na internet. A intranet também é uma excelente ferramenta para realização de pesquisa de clima organizacional e avaliação de desempenho.

Agora que você já sabe como fazer inovação organizacional no setor público, leia nosso artigo Gerenciamento de processos: o que você precisa sabe para começar. O texto vai ajudar o gestor a eliminar gargalos e aproveitar cada vez mais o conhecimento dos colaboradores de sua organização.